As mentes mais brilhantes do mundo sempre dizem: “nada substitui o básico bem feito!”

Desde que me formei, vejo muitos jogadores fazendo exercícios e treinamentos – sem pé e sem cabeça – desnecessário para o que eles irão precisar na hora de jogar.

É mais fácil “colar e copiar”, do que realmente saber o porquê ou motivo que está se realizando aquele exercício, até mesmo para qual finalidade esse treinamento serve!

Exercícios básicos como o levantamento terra, tende a dominar uma das articulações do nosso corpo que é primordial para a movimentação do jogador no campo, o quadril!

A musculatura que reveste essa articulação, favorece a parte posterior do nosso corpo, onde que, estudos apresentados já comprovam que além de prevenir lesões de joelhos, dores lombares e dorsais, etc., otimiza ou até mesmo melhora a velocidade do jogador quando se muda de direção, ou seja, o que é mais benéfico: ficar em cima de bosu ou realizar um treinamento com esse exercício?

Eu sou o primeiro a defender que devemos treinar da maneira mais específica possível do futebol para termos resultados, mas não podemos negligenciar os exercícios básicos que origina todo os princípios de treinamentos, que através do conhecimento conseguimos trazer isso, mais perto do jogo.

É aquela máxima, se eu estou doente eu vou em um bom médico, se meu carro quebrou preciso ir em um ótimo mecânico, se quero comer uma suculenta comida procuro um ir em um esplêndido restaurante…

Agora se quer melhorar suas condições físicas elevando seu nível no futebol, realize treinamentos bem planejados, estruturados com ótimas estratégias de ganhos que apresentem resultados significativo para o seu jogo, caso contrário ainda estará correndo como um rato em sua roda – treina…treina…treina e nada sai do lugar!